” A educação busca a formação do indivíduo mais participativo, solidário, crítico e responsável por mudanças em si mesmo e na comunidade em que vive”

Filosofia da Escola

A EDUCAÇÃO
A educação deve ser considerada como processo para o desenvolvimento humano integral, instrumento gerador das transformações sociais. É a base para aquisição da autonomia, fonte de visão prospectiva, fator de processo econômico, político e social. É o elemento de integração e conquista do sentimento e da consciência de cidadania.
Nessa concepção de educação, a finalidade é formar cidadãos capazes de analisar e intervir na realidade, visando ao bem-estar do homem, em nível pessoal e coletivo. Para isso, esse processo deve desenvolver a criatividade, o espírito crítico, a capacidade para análise e síntese, o auto conhecimento, a sociabilização, a autonomia e a responsabilidade. Dessa forma, é possível a formação de um homem com aptidões e atitudes para colocar-se a serviço do bem comum, possuir espírito solidário, sentir o gosto pelo saber, dispor-se a conhecer-se, a desenvolver a capacidade afetiva, possuir visão inovadora.

O HOMEM
O homem é um ser bio-psico-socio-cultural que possui necessidades materiais, relacionais e transcendentais.
Dentro desse sentido amplo e complexo, o homem deve ser atendido em toda a sua dimensão e deve dispor dos recursos que satisfaçam a sua necessidade, para que compreenda e intervenha na realidade.
É fundamental que se garanta uma formação integral voltada para a capacidade e potencialidades humanas. A formação integral deve ser entendida como “saber essencial”, isto é, aquela que proporciona ao ser humano o “saber sentir”, “saber inovar”, “saber refletir”, “saber fazer”, “saber ser crítico” e “saber ser ético”.

A ESCOLA
A escola como instituição social deve possibilitar o crescimento humano nas relações interpessoais, bem como oportunizar a apropriação do conhecimento elaborado, tendo como referência a realidade do aluno.
Neste contexto, deve possibilitar ao aluno a aquisição de uma consciência crítica que lhe amplie a visão de mundo. Esta visão de mundo deverá dar-lhe condições de uma leitura interpretativa das relações sociais, das relações dos homens entre si e com a natureza.